Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pelo nosso website. Ao navegar com os cookies ativos consente a sua utilização.

Diretor Fundador: João Ruivo Diretor: João Carrega Ano: XXVI

Universidade Docente da UBI é o novo presidente da Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Regional

05-02-2023

João Leitão, docente da Universidade da Beira Interior (UBI), é o novo presidente da Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Regional (APDR), disse ao Ensino Magazine aquele professor universitário.

Com mandato até 2025, João Leitão vai liderar uma associação fundada em 1984 que "reúne representantes de instituições públicas, universidades e politécnicos, de Portugal e do Brasil, com atividades e interesses de investigação relacionados com a ciência regional", conforme é explicado pela UBI.

Segundo a universidade, "o novo presidente da APDR é docente da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (FCSH) da UBI, na área de Economia, e vice-coordenador e investigador da unidade de I&D NECE – Núcleo de Estudos em Ciências Empresariais da UBI. É também investigador colaborador do Centro de Estudos de Gestão do Instituto Superior Técnico (CEG-IST) e investigador associado do Instituto de Ciências Sociais (ICS), da Universidade de Lisboa. É diretor do curso: Master in Business Administration (MBA), da UBIExecutive, Business School. É ainda membro eleito da Assembleia Municipal do Fundão, conselheiro local do Comité Europeu das Regiões, bem como membro do EIT Food RIS Policy Council e do MIT Technology Review Global Panel".

Licenciado em Gestão (ramo: Gestão de Empresas), mestre em Ciências Económicas e doutor em Economia pela UBI, João Leitão tem o título de agregado em Engenharia e Gestão (especialidade: Mudança Tecnológica e Empreendedorismo), do Instituto Superior Técnico, da Universidade de Lisboa.

De referir que a "APDR visa contribuir para a inovação, o aprofundamento e a divulgação de conhecimentos no âmbito do desenvolvimento regional; promover a troca de informação e experiências entre os seus associados e profissionais de instituições diversas; promover o encontro entre as diferentes disciplinas envolvidas; e fomentar a colaboração entre a Universidade e a Administração Pública, tendo em vista uma mais estreita ligação entre o conhecimento científico e a prática do desenvolvimento regional, bem como as políticas públicas de coesão e de desenvolvimento regional sustentável", adianta a UBI na nota enviada à nossa redação.

Recorde-se que a "APDR é a secção portuguesa da European Regional Science Association (ERSA) e tem atualmente cerca de 160 membros, que desenvolvem as suas carreiras em instituições académicas ou em outras instituições públicas e privadas ligadas à ciência regional".

Aquela universidade lembra que "acolheu duas edições do congresso anual da APDR, em 1996 e 2017". Este ano, o congresso realiza-se em julho, na cidade de Guimarães.

UBI
Voltar