Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pelo nosso website. Ao navegar com os cookies ativos consente a sua utilização.

Diretor Fundador: João Ruivo Diretor: João Carrega Ano: XXVI

Uma sociedade sem jornalismo, nem jornalistas?

Este ano, nos Estados Unidos, vai surgir o primeiro canal de notícias produzido com recurso à inteligência artificial, onde o tele-espetador poderá escolher o pivô que mais lhe agrada, a língua que ele deve falar, e os conteúdos. Tudo o que aparece no ecrã é artificial. Os “jornalistas” não são humanos, apenas os editores o são, recorrendo a agências de comunicação e a freelancers como fontes noticiosas. O Channel 1, como foi batizado, funcionará 24 horas por dia, e, no futuro, não se afasta a ideia de ser totalmente produzido com recurso à inteligência artificial.

Novas Histórias do Tempo da Velha Escola MCDLXXVII

Nos idos de vinte, muitos jovens passavam mais de uma década a estudar em manuais didáticos a necessidade de cuidar dos recursos naturais, em escolas e salas de aula marginais à possibilidade concreta de intervenção em conflitos socioambientais

Gérard Dupardieu y la ejemplaridad del profesor

Hace algunas semanas saltaba a los titulares de periódicos y noticiarios la figura del reconocido actor francés Gerard Dupardieu. Pero en esta ocasión las informaciones que le afectaban no eran debidas al éxito en alguna última interpretación cinematográfica. No, las informaciones y reportajes en esta ocasión se deben a otros motivos y circunstancias, relacionadas directamente con frecuentes acosos sexuales a compañeras de trabajo en el cine, que han sido denunciados. Además, dada la relevancia pública de este actor en la sociedad francesa se ha venido a convertir casi en una cuestión de Estado en el país galo. El mismo presidente francés, Macron, ha tomado parte en la polémica. La pregunta de fondo es si puede o se debe separar la contribución artística y profesional de la conducta moral, y de la ejemplaridad social, de una estrella de cine, o de un ciudadano con menos publicidad.

Professor para toda a vida

Um dos aspectos que ressalta da mais recente produção, em matéria educativa, oriunda dos organismos da Comunidade Europeia, reporta-se a um novo entendimento da formação de professores que os prepare para assumirem a mudança permanente como uma das condicionantes do seu percurso profissional, num mundo global e de grande mobilidade das gentes e respectivas culturas.

Novas Histórias do Tempo da Velha Escola (MCDXXXV)

Queridos netos, não sei se vos contaram a estória do “Primeiro de Dezembro de 1640”, nas aulas de História. Fora esse dia o da Restauração da Independência, um golpe de estado revolucionário chefiado por quarenta conjurados.

Estudiantes de fuera versus provincianismo

En los primeros momentos de la historia de las universidades, entre finales del siglo XII e inicios del XIII, aquellas nacientes casas de estudio (Bolonia, Paris, Salamanca, Oxford) adoptaron pronto un modelo abierto, receptivo, atractivo por el carácter de universalidad que ofrecían los saberes que impartían a los estudiantes. De ahí que muy pronto algunos de estos establecimientos docentes tenían una gran capacidad de atracción para estudiantes que procedían de fuera de su ciudad o espacio próximo.

Refletir e agir sem populismos

Os resultados do Programa Internacional de Avaliação de Alunos (PISA) divulgados a 5 de dezembro vieram demonstrar um agravamento das dificuldades que os jovens de 15 anos sentem para realizar tarefas básicas a Matemática e Leitura. O estudo reporta-se a 2022, segundo o qual os estudantes avaliados tiveram menos 20 pontos na prova de matemática que os seus colegas que a realizaram em 2018.

À procura dos caminhos do humanismo

As mais recentes políticas educativas têm recomendado aos sistemas educativos europeus um empreendimento comum: o de transmitir o saber e o saber fazer através de um conjunto de procedimentos, complexos e elaborados, para que o educando se insira na cultura do seu país, salvaguarde o seu património cultural, cujo principal suporte é a língua e, simultaneamente, adquira uma ética de tolerância, quanto à diversidade de valores e à multiculturalidade, no respeito pelas normas e regras das sociedades democráticas.

Coragem, exigência e pacto de regime

A inesperada queda do Governo, com maioria absoluta na Assembleia da República, poderá comprometer as mudanças pensadas para o ensino superior. Falo, por exemplo, da necessária revisão do Regime Jurídico das Instituições de Ensino Superior (RJIES). Depois de um amplo debate em todo o país, com contributos das academias, de vários especialistas nacionais e estrangeiros, conduzido pela Comissão de Acompanhamento à revisão do RJIES, o objetivo da tutela seria de concluir o processo durante 2024.

Gestão e qualidade na escola

A qualidade na escola tem sido um tema de referência na investigação e na discussão entre os especialistas em educação organizacional.

Novas Histórias do Tempo da Velha Escola (MCDX)

Em meados da década de oitenta, encontrei o Mestre Patrício, nos encontros da Comissão da Reforma do Sistema Educativo (CRSE), cadinho da Lei de Bases de 86. Depois, segui-lhe os passos, no projeto da Escola Cultural. Na génese da Lei de Bases, o pensamento do Mestre projetava um novo olhar sobre a Educação e sobre a Escola: “É preciso que o Homem se conheça a si próprio, no seu ser, é preciso que o Homem se forme, se eduque, se cumpra no seu ser – que cada pessoa possa ser outro para ser ele mesmo”.

La Universidad y el desarrollo rural

Hasta hace no mucho tiempo las relaciones de la universidad con el desarrollo rural en España apenas existían, o se percibían muy poco. Desde el siglo XIX, y hasta la Ley General de Educación de 1970, la formación de técnicos expertos en asuntos agrícolas quedaba asignada a la Escuela Superior de Ingenieros Agrícolas sita en Madrid y más tarde a algunas Escuelas Técnicas de Peritos Agrícolas creadas en diferentes capitales de provincia.

O aumento da população idosa e a exaustão dos cuidadores

Estudos recentes de mercado realizados pela empresa Dare2Care indicam que a população com mais de 65 anos, na União Europeia, aumentará para 129,8 milhões até o ano de 2050, sendo que a maioria da população com mais de 65 anos vive sozinha ou em casal (representando uma percentagem de 79,3), ao passo que os restantes 20,7% residem em instituições ou com familiares.

FORMAR LA COMPETENCIA CIUDADANA EN LA UNIVERSIDAD

El Foro Europeo de Administradores de la Educación ha celebrado recientemente en la Universidad de Valladolid, institución anfitriona, unas más que interesantes Jornadas Estatales para estudiar el tema “La competencia ciudadana, elemento aglutinador de los aprendizajes”. El subtítulo de la misma era revelador: “Hacia un perfil de salida del alumnado basado en la ética y en la mejora de la sociedad”.

Agilidade nos processos contra a máquina da burocracia

A máquina burocrática do Estado é um dos principais obstáculos à concretização de projetos estruturantes para o desenvolvimento do país. O problema, transversal a muitos setores, é visível também na educação e no ensino superior. Os processos, morosos, entre entidades públicas podem colocar em risco estratégias definidas no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) para dar resposta a problemas prementes.

Como estamos a formar as novas gerações?

Com o início de mais um ano escolar, no ensino superior recomeçam as rotinas académicas, os desafios da aprendizagem, os roteiros da camaradagem, a construção de percursos de vida.

Novas Histórias do Tempo da Velha Escola (MCCCLXXXVIII)

Voluntariamente, “exilado” nas terras do Sul, acolhido na mátria brasileira, ainda envolvido em pedagógicos afazeres, naquela viagem aportei à Bahia. Por lá, encontrei uma empreendedora Luiza e pataxós reivindicando dignidade e espaço vital de sobrevivência. Em Trancoso, reencontrei o amigo Álvaro. Trocamos novidades, falamos de Krishnamurti, recordamos velhas andanças. Amigos da Coqueiral chegaram de Caraíva. A Caina, a Ilana, a Fada Flora e outras amigas e amigos (nunca consegui dizer “amigues”…) se juntaram a educadores provindos de muitas paragens.

La pedagogia milaniana en la Universidad

La publicación en Italia, en el año 1964, del libro “Carta a una maestra”, representa un revulsivo crítico sobre el sistema escolar italiano, y un poco más tarde también en países como España y otros de Iberoamérica, cuando es traducido. Es un libro colectivo, escrito por los alumnos de la escuela rural de Barbiana, una aldea ubicada en lo alto de las montañas próximas a Florencia, donde vivían familias de pastores y agricultores muy sencillas, cuando no pobres.