Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pelo nosso website. Ao navegar com os cookies ativos consente a sua utilização.

Diretor Fundador: João Ruivo Diretor: João Carrega Ano: XXV

Universidade UBI avalia condições de vida em quatro concelhos da Cova da Beira

28-07-2022

A Universidade da Beira Interior (UBI) vai iniciar o estudo do parque habitacional e das infraestruturas de apoio à população, em três municípios dos distritos de Castelo Branco (Belmonte, Covilhã e Fundão) e da Guarda (Manteigas). O estudo denomina-se “Levantamento das Infraestruturas-Base da BEIRAVALLEY” e as suas conclusões irão contribuir para apoiar aqueles municípios nas ações e estratégias de resposta à necessidade de atração de empresas de base tecnológica, em especial, a já decidida instalação, em Belmonte, da WIT Software

Coordenado pela docente Ana Virtudes, do Departamento de Engenharia Civil e Arquitetura, o estudo tem como “objetivo fazer o levantamento da habitação, porque os profissionais da WIT terão de fixar-se pelos quatro municípios. Vamos identificar onde estão as habitações, a sua tipologia, os padrões de qualidade, o conforto e a habitabilidade”, explica a coordenadora que trabalhará em conjunto com elementos das câmaras municipais envolvidas.

 “As pessoas, para se fixarem numa região, querem também uma oferta científica, cultural, educacional, de mobilidade e acessibilidades”, acrescenta Ana Virtudes. Todos estes aspetos podem existir noutras zonas do País, mas, de acordo com a docente da UBI, a Cova da Beira apresenta vantagens que merecem ser indicadas naquilo que pode ser um portfolio da região: “Temos algo ótimo, que é a qualidade de vida, a paisagem e o contacto com a natureza, por via da proximidade com a Serra da Estrela”.

Durante a cerimónia de assinatura do protocolo com as autarquias, a 15 de julho, Mário Raposo, Reitor da UBI, e os presidentes das câmaras do Fundão (Paulo Fernandes) e Covilhã (Vítor Pereira), e os vice-presidentes das autarquias de Belmonte (Paulo Borralhinho) e Manteigas (Sérgio Marcelo), convergiram na ideia da importância do trabalho em rede para atrair investimento nas áreas tecnológicas e beneficiar de uma instituição científica como a UBI, para alcançar mais inovação e, por consequência, maior desenvolvimento.

 
Voltar