Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pelo nosso website. Ao navegar com os cookies ativos consente a sua utilização.

Diretor Fundador: João Ruivo Diretor: João Carrega Ano: XXV

Indústria pesqueira de tecnologia avançada UAlg em projeto internacional

18-10-2022

Dotar a indústria pesqueira de tecnologia avançada de registo, reporte e gestão de dados, é o objetivo do projeto ‘The development of Electronic Monitoring and Reporting (EMR) technology for fisheries in Portugal (EMREP)’, cujos resultados foram apresentados, a 12 de outubro, por parte da Universidade do Algarve e pelas empresas tecnológicas OLSPS International e a Imenco AS.

O projeto foi financiado pelos EEA Grants, ao abrigo do programa Crescimento Azul, através dos programas Iceland, Liechtenstein, Norway Grants, sob a gestão da Direção-Geral da Política do Mar. Além do desenvolvimento na área das pescarias inteligentes, compreendeu a adaptação do software de registo de dados OLRAC (diários de bordo) da OLSPS International e a instalação de câmaras de vídeo em locais estratégicos nas embarcações de pesca e de investigação.

Simultaneamente, para validação, os investigadores da Universidade do Algarve e do Centro de Ciências do Mar (CCMAR) recolheram amostras de tubarões e raias capturados acessoriamente e analisaram a sua condição fisiológica, de forma a aferir o seu potencial de sobrevivência após a rejeição, que, com os atuais procedimentos de pesca, é de apenas 5% (em média).

A recolha de dados permitirá que no futuro as pescarias sejam dirigidas e mais eficientes, com menos pesca acessória de espécies indesejadas e vulneráveis. Por outro, possibilitará que os investigadores proponham condições para que algumas espécies de tubarões e raias não sejam capturas acessórias e que as que o forem, ocasionalmente, possam ser devolvidas ao meio natural ainda com potencial de sobrevivência.

 
Voltar