Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pelo nosso website. Ao navegar com os cookies ativos consente a sua utilização.

Diretor Fundador: João Ruivo Diretor: João Carrega Ano: XXV

Diz a Câmara de Barcelos Campus do IPCA é de interesse público

09-09-2022

A Câmara Municipal de Barcelos acaba de aprovar o Pedido de Reconhecimento de Interesse Público Municipal, solicitado pelo Instituto Politécnico do Cavado e do Ave (IPCA), com vista à execução das obras do Campus.
O parecer vai agora ser levado à Assembleia Municipal para ser discutido e votado.
Como o Ensino Magazine referiu, em primeira mão, o campus do IPCA será concretizado, tendo a autarquia de Barcelos assinado com a instituição um acordo nesse sentido, onde cedeu o direito de superfície dos cerca de três hectares da Quinta do Patarro, por um período de 50 anos, renovável.
As obras pressupõem a construção de um novo edifício para a investigação e transferência de tecnologia, um auditório de 500 lugares, uma residência universitária com 130 camas, e um espaço multiusos.
A presidente do IPCA, Maria José Fernandes, referiu na altura, em 2021, que este acordo "permitirá a ligação do Campus do IPCA à cidade, tornando este espaço e as suas vias pedonais, em especial as ecovias, locais excelentes de mobilidade dos cidadãos, dando ainda mais vida ao campus". Explicou ainda que "será um espaço com várias unidades de Investigação & Desenvolvimento, vocacionado para inovação e a transferência de conhecimento para as empresas".
O Barcelos CRIC irá albergar, logo na primeira fase, três unidades de I&D do IPCA, que foram, recentemente, aprovadas e financiadas pela Fundação para a Ciência e Tecnologia em mais de um milhão de euros. Para mais tarde, adiantou, "está ainda prevista a construção de um multiusos, com áreas verdes de utilização coletiva, que permitirá a melhoria dos espaços e dos equipamentos destinados às atividades de ciência, do desporto, da cultura, do desenvolvimento económico e social e, dessa forma, para o crescimento sustentado do IPCA e do seu Campus aberto à cidade".
O presidente da Câmara de Barcelos, Miguel Costa Gomes, acrescentou, aquando da assinatura do acordo, que "o edifício para o Barcelos CRIC, a residência universitária e o multiusos serão infraestruturas que permitirão a realização de grandes eventos em Barcelos, e, também, a realização de importantes encontros de conhecimento e inovação promovidos pela comunidade científica internacional onde o IPCA já tem um reconhecimento assinalável". Já a "construção do auditório com 500 lugares vai permitir o crescimento do turismo de negócios e de eventos, potenciando o surgimento de novas unidades hoteleiras".

 
Voltar