Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pelo nosso website. Ao navegar com os cookies ativos consente a sua utilização.

Diretor Fundador: João Ruivo Diretor: João Carrega Ano: XXIII

Conselho Geral aprova contas 2020 IPCA melhora números 19-05-2021

O Relatório de Atividades e Contas de 2020 do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave foi aprovado pelo Conselho Geral da instituição, o qual foi também homologado ontem pelo Conselho de Curadores do IPCA. Em nota enviada ao Ensino Magazine é referido que o ano de 2020 ficou marcado pelo recorde do número de estudantes e pela superação de várias metas inicialmente traçadas.
Citada na mesma nota, a presidente do IPCA, Maria José Fernandes, revela que “tivemos um ano de 2021 excecional, desde logo pelo aumento do número total de estudantes, pelo aumento das atividades de investigação e pelo reforço da qualidade dos serviços prestados aos estudantes. Importa referir que o facto do IPCA ter sido capaz de superar os constrangimentos provocados pela pandemia, indo mesmo mais além daquilo que tinham sido os objetivos definidos em termos de atividades de ensino, de investigação e de cooperação com a sociedade”.
Em 2020 o IPCA atingiu os 5704 estudantes inscritos, distribuídos por cursos de Licenciatura (3055), Técnicos Superiores Profissionais (1387), Mestrado (1066), Pós-Graduação (147) e Unidades Curriculares Isoladas (49).
No ano letivo 2020/21, o IPCA registou o ingresso de 2381 novos estudantes, o que representou, também, um crescimento em todos os níveis de formação e um recorde na história desta instituição de ensino superior público, que assinalou em dezembro 26 anos de existência.
“Estamos particularmente satisfeitos com o facto de, mais uma vez, a taxa de colocação no concurso nacional de acesso aos cursos de Licenciatura ter-se aproximado dos 100 por cento, e nos Cursos Técnicos Superiores Profissionais ter atingido os 90 por cento. São números que colocam o IPCA no topo das escolhas, em termos de ensino superior politécnico, o que nos deixa muito felizes”, disse Maria José Fernandes.
A presidente do IPCA realça, por outro lado, “o aumento do número de diplomados em todos os níveis de formação”. De acordo com o Relatório hoje aprovado, “comparativamente com o ano de 2019, verificou-se um crescimento de 35 por cento no número de mestres, 20 por cento no número de técnicos superiores profissionais e 1,2 por cento no número de licenciados”.
Este crescimento encontrou correspondência, também, ao nível das infraestruturas, destacando-se a inauguração do novo Bar do Campus, em Barcelos, o arranque das obras de requalificação do Polo de Braga (sede da Escola Técnica Superior Profissional do IPCA) e a implementação de várias medidas e projetos com vista à proteção ambiental no Campus, nomeadamente em termos de mobilidade sustentável, eficiência energética e instalação de painéis fotovoltaicos para autoconsumo.
“Apostámos, igualmente, na modernização dos espaços de ensino e investigação do IPCA, com especial destaque para a aquisição de equipamentos de última geração, com salas de aula equipadas e adaptadas ao ensino presencial, a distância e híbrido, e com a aquisição de ferramentas e máquinas específicas para os cursos TESP”, destacou Maria José Fernandes.
Em 2020 destacou-se também a integração do IPCA na Universidade Europeia RUN-EU (Regional University Network). “A entrada nesta rede permitiu colocar o IPCA num patamar privilegiado e de maior responsabilização no âmbito da modernização e internacionalização do ensino superior”, sublinhou Maria José Fernandes.

 
Voltar