Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pelo nosso website. Ao navegar com os cookies ativos consente a sua utilização.

Diretor Fundador: João Ruivo Diretor: João Carrega Ano: XXV

Gente & Livros Afonso Cruz

11-03-2022

«… um bom livro deve ter mais do que uma pele, deve ser um prédio de vários andares. O rés-do-chão não serve à literatura. Está muito bem para a construção civil, é cómodo para quem não gosta de subir escadas, útil para quem não pode subir escadas, mas para a literatura há que haver andares empilhados uns em cima dos outros. Escadas e escadarias, letras abaixo, letras acima.»

In «Os Livros que Devoraram o Meu Pai»

O multifacetado Afonso Cruz é escritor, ilustrador, músico e cineasta. Nasceu em 1971, na Figueira da Foz, e viria a frequentar mais tarde a Escola António Arroio, em Lisboa, e a Escola Superior de Belas Artes de Lisboa, assim como o Instituto Superior de Artes Plásticas da Madeira.
Começou por realizar filmes de animação e viajou por mais de cinquenta países de todo o mundo, refere a sua biografia na Wook.
Só mais tarde começou a ilustrar e a escrever livros, a par da vertente musical como músico e compositor na banda The Soaked Lamb.
Publicou o seu primeiro romance em 2008, «A Carne de Deus - Aventuras de Conrado Fortes e Lola Benites», seguido, no ano seguinte, por «Enciclopédia da Estória Universal». Da sua obra fazem ainda parte romances como «Jesus Cristo Bebia Cerveja» e «O Pintor Debaixo do Lava-Loiças», ilustrados pelo próprio Afonso Cruz.
De acordo com a Wook, já conquistou vários prémios: Grande Prémio de Conto Camilo Castelo Branco 2010, Prémio Literário Maria Rosa Colaço 2009, Prémio da União Europeia para a Literatura 2012, Prémio Autores 2011 SPA/RTP; Menção Especial do Prémio Nacional de Ilustração 2011, Lista de Honra do IBBY - Internacional Board on Books for Young People, Prémio Ler/Booktailors - Melhor Ilustração Original, Melhor Livro do Ano da Time Out 2012 e foi finalista dos prémios Fernando Namora e Grande Prémio de Romance e Novela APE e conquistou o Prémio Autores para Melhor Ficção Narrativa, atribuído pela SPA em 2014.

Tiago Carvalho
 
Voltar