Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pelo nosso website. Ao navegar com os cookies ativos consente a sua utilização.

Diretor Fundador: João Ruivo Diretor: João Carrega Ano: XXIII

Livro editado pela RVJ Editores Histórias da Natureza

14-12-2021

Luísa Nunes, docente e investigadora da Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Castelo Branco, apresentou dia 11 de dezembro, na Biblioteca de Castelo Branco a Agenda ilustrada para o ano 2022 “Histórias da Natureza”. A obra, de capas duras e impressa a cores, apresenta aguarelas da autora e é editada pela RVJ Editores em trilingue (português, inglês e francês) para os mercados nacional e internacional.
A cerimónia contou com as presenças da autora, do vice-presidente da Câmara de Castelo Branco, Hélder Henriques, e do diretor da RVJ Editores, João Carrega, para além de muitos amigos.
“Na edição para o ano de 2022, executada em aguarela, pode passar o ano a acompanhar uma generalidade de espécies da fauna e da flora da Europa. Escrever todos os dias numa agenda de papel voltou a ser uma prática metódica e adorável”, começa por referir Luísa Nunes.
O trabalho de Luísa Ferreira Nunes foi sublinhado por Hélder Henriques, que elogiou o percurso da autora e o livro-agenda agora apresentado, e pelo editor que destacou a qualidade da obra.
Esta é 14ª agenda ilustrada que Luísa Nunes elabora. Como a autora revela surge inspirada num contínuo trabalho de campo de observação e estudos que fui partilhando com aqueles que como eu se sentem parte da própria natureza.
“Ao longo do tempo a visão contemplativa sobrepôs-se à mera observação científica e o sentido do todo e da conectividade dos organismos revelou-se-me cada vez mais como uma imensa rede da qual fazemos parte. É sempre surpreendente descobrir as formas e as funções, os comportamentos e o enredo complexo de tantas relações entre animais, plantas e seus habitats”, disse.
Por isso, diz que “histórias da Natureza” são retratos em aguarela que embora não sigam as diferenças das estações do ano, pretendem inspirar à observação para que nos tornemos muitos mais naturalistas”.

 
Voltar