Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pelo nosso website. Ao navegar com os cookies ativos consente a sua utilização.

Diretor Fundador: João Ruivo Diretor: João Carrega Ano: XXV

Universidade Coimbra recebe 800 mil para dois projetos de investigação

17-06-2022

A Universidade de Coimbra (UC) acaba de receber financiamentos de 800 mil euros para a dinamização de atividades no Teatro Académico Gil Vicente e para a realização, em Portugal e além-fronteiras, de concertos que darão vida a alguns manuscritos de música antiga conservados na Biblioteca Geral, a partir do trabalho de investigação do projeto Mundos e Fundos, do Centro de Estudos Clássicos e Humanísticos.

"São dois projetos que vêm oferecer a oportunidade para se reconfigurar o ensino, a investigação e a formação nas artes na Universidade de Coimbra, em estreita relação com os agentes culturais da cidade e da região", perspetiva o vice-Reitor da UC para a Cultura e a Ciência Aberta, Delfim Leão.

O financiamento mais avultado, 600 mil euros, vem para o Teatro Académico de Gil Vicente (TAGV), que foi contemplado com um apoio de 150 mil euros por ano, entre 2022 e 2025, no âmbito do Concurso de Apoio à Programação da Rede de Teatros e Cineteatros Portugueses, lançado pela Direção-Geral das Artes. Este valor – que será acompanhado de um investimento idêntico por parte da Reitoria da UC (150 mil euros por ano, até 2025, num total de 600 mil euros) – vai permitir ao TAGV desenvolver um trabalho em outra escala e com outra qualidade nas áreas das residências artísticas, produção e coprodução de eventos e mediação de públicos.

Noutro domínio, o projeto Bridging Musical Heritage: Shaping creativity today by reconnecting cultures from the past, liderado pela Universidade de Coimbra, foi um dos selecionados pelo Europa Criativa 2021, o programa da Comissão Europeia de apoio exclusivo aos setores cultural e criativo, para receber um apoio de 200 mil euros.

Vai funcionar em redes com parceiros nacionais (O Bando de Surunyo, Capella Sanctae Crucis, Artway - Culture & Arts) e internacionais (Universidad de Valladolid, Conservatoire National Supérieure de Musique et Danse de Lyon, Festival de Musica Antigua de Úbeda y Baeza, La Danserye, Los Afectos Diversos), com um orçamento global de 240 mil euros e a duração de 28 mese. Será quase exclusivamente dedicado à atividade criativa, com a realização de residências e concertos musicais.

 
Voltar